O manejo inteligente na agropecuária consiste em boas práticas que envolvem tecnologia e inovação, de modo a garantir maior otimização dos processos. Consequentemente, há maior lucratividade de modo geral.

Quando falamos em tecnologia e inovação, nem sempre estamos nos referindo a sistemas eletrônicos. Tudo o que é bem projetado de maneira inteligente e visando a melhoria contínua de processos, quaisquer que sejam, é considerado manejo inteligente.

O produtor rural, principalmente o de pequeno porte, não costuma investir em tecnologias ou trocar as suas estruturas periodicamente. Vamos a um exemplo bem simples: para que trocar o meu curral de madeira sendo que ele ainda funciona?

Questionamentos como esse são muito comuns e é normal pensar que o não investimento na própria fazenda (principalmente quando envolvem produtos que não possuem sistemas eletrônicos) é um desperdício de dinheiro.

Entenda o que é manejo inteligente e aumente sua lucratividade

Como o manejo inteligente aumenta a lucratividade

Podemos citar n formas de manejo inteligente que proporciona aumento na lucratividade no empreendimento rural. Entretanto, vamos apontar uma questão bem simples e que se aplica na maioria das fazendas.

No caso, não vamos escolher um tópico que envolva tecnologia de ponta envolvendo sistemas eletrônicos, mas, sim, uma solução simples e que traz muitas vantagens.

Antes de prosseguirmos, responda a pergunta: como é o seu curral? A maioria dos empreendimentos ainda trabalha com currais de madeira. Será que essa é a melhor opção? A resposta é clara: não!

Há vários problemas se tratando de currais feitos dessa forma, mas vamos focar apenas naquilo que pode prejudicar a sua lucratividade.

Quando as estruturas de madeira são construídas não há muita mobilidade ou flexibilidade de layout, isso porque as madeiras são rígidas e não é possível trabalhá-las de muita forma quando o assunto é construção de um curral.

Consequentemente, o desenho acaba não se adaptando de forma adequada aos animais. Isso pode causar diversos problemas que, enfim, afetam a lucratividade do seu empreendimento.

Porque os currais de madeira não são a melhor opção para a sua fazenda

Como citamos anteriormente, os currais de madeira não é uma escolha muito inteligente e prejudica o desempenho do manejo pelas questões espaciais. A não adaptação correta pode acarretar:

  • Estresse dos animais

O curral deve ser elaborado pensando no conforto do animal. Quando isso não ocorre é comum que o gado fique estressado e qualquer forma de manejo se torne dificultada.

  • Problemas na aplicação de vacinas

Você já tentou vacinar um boi muito arisco ou em um espaço inadequado? Com toda a certeza sabe que isso (1) não é seguro (2) faz com que a operação demore muito mais tempo.

  • Qualidade dos subprodutos

Animais que não possuem uma qualidade de vida acabam se estressando muito. Essa irritabilidade afeta os hormônios, que, por sua vez, faz com que a produtividade caia (além da qualidade da carne também diminuir).

Produtividade baixa e qualidade ruim tem uma simples consequência: perda de lucratividade.

Quando você investe em manejo inteligente, apostando em soluções eficientes e que corroboram com os animais, meio ambiente e, também, com os operadores, todos os processos ficam mais simples, mais rápidos e mais lucrativos.

Manejo inteligente: exemplo do curral

Apenas para fechar o exemplo que foi dado ao decorrer desse artigo, qual seria a solução de manejo inteligente no carro do curral? Há muitas possibilidades, mas você pode investir, por exemplo, em um curral de concreto.

Isso possibilita desenvolver um projeto pontual para os seus animais de acordo com as particularidades de sua fazenda.

Quer saber onde encontrar soluções para manejo inteligente (incluindo currais)? Acesse a página da Panucci. Atua no mercado pecuário há anos e sua missão é oferecer estruturas de qualidade.