Realizar o manejo do gado corretamente é algo envolve muito mais do que qualidade técnica. Nesse caso é preciso adotar um sistema de produção que respeita o bem-estar dos animais. E é justamente isso que o manejo racional de bovinos faz.

Veja nesse post mais detalhes sobre o que se trata esse manejo e qual a sua importância na produtividade do gado.

O que é o manejo racional de bovinos?

De modo geral, o manejo racional de bovinos nada mais é do que um tipo de manejo que leva em consideração o comportamento dos animais. O seu objetivo, basicamente, é garantir a segurança, tanto de quem está operando o gado, bem como dos animais em si, minimizando o estresse envolvido nesse processo.

Como o manejo racional de bovinos interfere na produtividade?

O manejo racional gera efeitos bastante positivos na produtividade do gado. Entre os principais estão:

Diminui o stress

Para começar, o simples fato de efetuar o correto manejo dos animais, reduz o estresse que normalmente ocorre durante o manejo.

Com isso, há uma melhora na qualidade da carne, pois com o stress a gordura de marmoreio da carne é prejudicada. Além disso, também é possível promover a engorda do rebanho, já que animais estressados tendem a comer menos e, consequentemente, perdem peso.

Reduz as contusões

Além de diminuir o estresse, o manejo racional de gado também reduz as chances de contusão durante o embarque dos animais, o que se reflete em ganhos na produção.

Com o manejo correto dos animais, o pecuarista também:

  • Melhora a performance reprodutiva dos animais
  • Aumenta a resistência dos animais a doenças
  • Reduz as chances de acidentes com funcionários.

E tudo isso resulta em mais economia bem como retorno financeiro para o bolso do pecuarista. Portanto, adotar o manejo racional de gado é uma excelente alternativa e garante não só diversos benefícios, mas também um produto de qualidade superior!