Em qualquer tipo de empreendimento, seja ele rural ou não, há sempre uma busca constante por corte de gastos e economia. No caso do setor pecuário, o manejo inteligente é a chave para atingir as metas de lucratividade.

A melhoria contínua de processos deve ser aplicada em todos os tipos de negócios, nos mais diversos setores. As estratégias de qualidade visam identificar problemas, cortar etapas desnecessárias, melhorar o produto e diminuir o custo.

É, com certeza, um cenário ideal! E qualquer empreendimento tem a capacidade de fazer isso, mas, muitas vezes, é necessário investir em soluções modernas que viabilizem tais estratégias.

A pecuária ainda é um setor com baixíssimo investimento no próprio negócio, principalmente quando estamos falando de pequenos produtores. Isso mantém a lucratividade estagnada, o que acaba acarretando grande prejuízo.

Como aumentar sua produtividade com o manejo inteligente

O que é manejo inteligente?

Então, falando sobre questões de melhoria de processos e etapas no setor pecuário, não podemos deixar de falar sobre manejo inteligente. Felizmente, os produtores estão tomando cada vez mais consciência sobre o assunto.

Resumindo, são práticas implantadas – muitas vezes com o auxílio de estruturas e ferramentas – para melhorar o trato com o gado, de forma a agilizar, facilitar e melhorar processos.

A consequência do manejo inteligente na fazenda é bem clara: corte de gasto com mão de obra, maior agilidade nas operações (e tempo é dinheiro, como todos já sabem), maior valor agregado ao gado e melhores condições de trabalho aos colaboradores.

Então, é preciso pensar que o investimento inicial será diluído ao decorrer do tempo e logo logo tudo será retornado por conta do aumento da lucratividade. O payback costuma ser bem rápido e a fazenda, assim como o proprietário, só tem a se beneficiar com isso.

Porque pequenos erros proporcionam tanta perda de lucratividade?

Ao invés de falar sobre todas as soluções que existem no mercado de manejo inteligente, vamos pensar em algumas coisas rotineiras (que pode, inclusive, estar acontecendo na sua fazenda) que geram prejuízos e você nem imagina:

  • Manejo de bezerros

Quando um lote possui adultos e bezerros é muito mais difícil manejá-los. Isso demanda (1) alta quantidade de colaboradores (2) grande demanda de tempo. Há como melhorar esse processo? Claro!

Um simples apartador bezerreiro consegue diminuir a quantidade de funcionários na ação e, também, diminui consideravelmente o tempo.

  • Oferecimento de água

Como você oferece água para os seus animais? Em cacimbas de infiltração ou em bebedouros convencionais de difícil limpeza? A água inadequada para consumo animal faz com que eles fiquem gravemente doentes.

Isso por si só já gera um gasto com veterinário, mas ainda há os cuidados subsequentes para que o animal volte à forma. Além disso, água suja pode não causar algo grave a ponto de demonstrar sintomas, mas faz mal ao animal.

A prova disso é que o gado que não toma água limpa tem a tendência de ingerir menos massa seca. Ou seja: há um grande prejuízo na engorda.

O manejo inteligente pode ser aplicado com bebedouros basculantes. São adequados e super fáceis de limpar.

Currais de madeira e que não foram planejados com cuidados criam um ambiente estressante aos animais. A consequência é um gado mais difícil de manejar (perde-se tempo) e também mais estressado (perde-se qualidade).

Invista em soluções de manejo inteligente

Esses foram APENAS ALGUNS dos diversos problemas que ocorrem em uma fazenda por falta de manejo inteligente.

Pequenas coisas podem proporcionar efeitos extremamente positivos aos processos, de forma a diminuir gastos, aumentar a lucratividade e melhorar a qualidade.

Para conhecer algumas soluções de manejo inteligente, acesse o site da Panucci, uma companhia que atua há anos no mercado oferecendo soluções para o ramo pecuário.